Posts com Tag ‘Feliz Páscoa’

Eu nunca dei meu endereço de e-mail pro Cauê Macris. Aliás, nunca dei meu endereço de e-mail pra político nenhum. Nem meu tio, que sempre concorre pra vereador em Santa Bárbara, tem meu e-mail.

Eis que dia 1/4 eu recebo um e-mail não solicitado do dito Vereador Cauê Macris. Tentando me lembrar quando eu havia dado o endereço do meu e-mail pra algum político, lembro-me que estudo com uma pessoa que trabalha com o sr. Vereador, e lembro-me que essa pessoa tem meu e-mail. Depois disso passei alguns minutos pensando como essa pessoa é legal, e nunca deixaria meu e-mail com o chefe dela.

Cauê Macris, Vereador e spammer, com sua melhor carinha de bunda.

O conteúdo do e-mail não era nada demais, só uma mensagenzinha de páscoa:

Celebrar a Páscoa é acreditar na renovação…Páscoa…
É ser capaz de mudar,
É partilhar a vida na esperança,
[Toda uma lista de coisas que são “a páscoa”]
É vermos que hoje…
somos melhores do que fomos ontem.

Este é um momento de reflexão sobre a vida, sobre os atos e os acontecimentos, momento de acreditar mais, aumentar a Fé e a Esperança.

Desejo a todos as amigas e amigos uma Feliz Páscoa, cheia de paz, amor e muita saúde!

Cauê Macris, vereador e presidente da Câmara Municipal de Americana/SP.

Que recebeu uma pequena resposta:

Errado.

Páscoa é dia de ficar à toa em casa, de barriga pra cima, tomando cerveja gelada. Pra isso servem os feriados. Ninguém precisa de um dia inteiro livre pra ficar refletindo sobre valores morais milenares.

Pro inferno com a sua mensagenzinha sentimental. E cadê meus ovos de chocolate?
Não se esqueça de visitar meu blog: https://motosserrav8.wordpress.com

O nome disso, pra mim, é Spam. Pra facilitar as coisas, vou pegar uma definiçãozinha da Wikipédia:

O termo Spam, abreviação em inglês de “spiced ham” (presunto condimentado), é uma mensagem eletrônica não-solicitada enviada em massa.Na sua forma mais popular, um spam consiste numa mensagem de correio eletrônico com fins publicitários. O termo spam, no entanto, pode ser aplicado a mensagens enviadas por outros meios e em outras situações até modestas. Geralmente osspams têm caráter apelativo e na grande maioria das vezes são incômodos e inconvenientes.

Já tenho muito Spam pra me preocupar...

Quando saímos pela rua, estamos sujeitos a todo tipo de influência midiática e publicitária. Isso não deveria se repetir nos domínios particulares privados, como em nossas caixas de correspondência, tanto reais como virtuais, a não ser quando solicitado. Acho memorável a iniciativa do Mulher Cerveja Futebol S/A, com seu Spam de Qualidade Duvidosa. É um newsletter que você escolhe no site se quer receber (ou não, se você for emo), e depois pode, segundo recomendação dos caras do MCF S/A, mandar para as pessoas que provavelmente gostarão de receber. É meio que uma divulgação boca-a-boca. Pode ser não solicitado, mas não é Spam.

A ação do Macris me faz pensar em como os políticos usarão as mídias digitais (que estão em constante evolução) para sua promoção. Imagino que alguns as utilizarão de forma criativa. Gosto particularmente do twitter do José Serra, que além de informações sobre seu governo (que são a minoria do conteúdo), apresenta dicas culturais, sobre música, cotidiano, e coisas do gênero. Serve para mostrar que ele é uma pessoa normal (mas nem por isso voto nele).

Por outro lado, imagino que a inclusão digital trará a digitalização massiva da publicidade política do Brasil, e grande parte dessa publicidade provavelmente será veiculada em forma de Spam, simplesmente por ser o meio com maior dispersão e menor custo. Rezo pra Alá pra que essa encheção de saco não chegue a acontecer e fique só na minha cabeça.

E pra quem quiser, o e-mail do Ilmo. Sr. Cauê Macris:

cauemacris@camara-americana.sp.gov.br

por Titio.